terça-feira, 29 de setembro de 2009

(Quebra de jejum)..."Há vida após a formatura?"


Para quebrar o jejum de 'quase' um mês sem postar, venho falar sobre uma questão:
"Há vida após a formatura"???

Por centenas de dias de trabalhos, atividades de campo, Av1,2,3...Seminários e colaborações, me pego em uma questão, como será minha vida depois de formada. Por quatro anos esperei por isso, mas, como vou viver sem ter que ler milhões de textos (obrigatóriamente), escrever resenhas e chegar sempre 15 minutinhos atrasada? Como vou ficar sem a maravilhosa biblioteca do campus de Niterói para suprir minhas insasciáveis necessidades ?

Por muitas vezes cheguei a dizer que não aguentava mais subir aquelas escadas e assistir horas de aulas, discutir assuntos que não sairiam dali. Mas quando se está na reta final, tudo muda.

Surgem então as possibilidades: Devo fazer uma pós? outro vestibular? tentar concursos?
Mas o que eu fiz de melhor até hoje foi estudar, e diga-se de passagem, na Estácio, que foi aonde me encontrei e conheci os professores MAIS inteligentes, me arrisco a dizer, do Rio.

Quando assistia as aulas da Rejane, ou me deliciava nas 'viagens' da Patrícia D'abreu, me hipnotizava nas "Novas Tecnologias" apresentadas a mim pelo Sandro. Sem contar os demais professores, todos maravilhosos.
Mais ainda quando fui apresentada a "pesquisa científica", e descobri o quão prazeroso é escrever um artigo, e melhor ainda, vê-lo publicado.

Apesar de estar monografando e aproveitando o gostinho das minhas últimas disciplinas acadêmicas, todos esses pensamentos fervem a minha mente.

Por mais que eu não pare de estudar, trabalhe ou até mesmo faça outra graduação, nada será igual a primeira 'faculdade'.

E eu só lamento que tudo isso (já) esteva acabando...




1 comentários:

Anônimo disse...

Achei super interessante sua materia a respeito da pós formação. Realmente quando chega no ultimo semestre fica aquele vazio enorme. Sera que vai acabar tudo, esse cotidiano de sair do trabalho e chegar atrasado na FACU. Pinta aquele grande vazio. Depois que tudo se acaba, fazer pós e não encontrar aquelas pessoas legais da nossa turma que nos acompanhou durante os anos da graduação, ou mesmo fazer outro curso superior. Eu sei que não é a mesma coisa da 1ª graduação, ficou um grande vazio de tudo e todos, sinto falta de tudo e principalmente das colegas e das amizades que fiz nessa trajetoria. Mas de tudo que sinto saudade a maior decepção foi das colegas que fiquei e traçei na minha sala, foi tudo de bom se durasse mais dois semestre acho que tinha traçado a sala inteira, mas nao deu tempo. E o mais importante foi realizar tanta fantasia com duas de uma vez só. O que restou depois que formou foi só a saudade da facu e das colegas que tive comigo em minha cama.

Léo
Pedagogia
Newton Paiva