sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Chuvas...usem com moderação!

Eu sempre tive vontade de beijar na chuva, dançar e tudo mais. Sabe aquelas cenas românticas nos filmes e novelas que nos fazem chorar (essa é para as mulheres)?! Então, como se a vida fosse assim mesmo! Eu imaginava que conheceria o amor da minha vida numa situação inusitada e nos beijaríamos na chuva. Tipo, super romântico. 

Confesso que o calor dos últimos dias estava me deixando estressada, e esta é uma situação não muito comum (exceto no caso com o Vini :P). Eu acordava, tomava banho e ao sair do banheiro, já estava suada. Péssimo! Eu chegava no trabalho totalmente desconfortável! Até que...

Na última quinta-feira começou a chover, e a temperatura caiu. E eu fiquei muito feliz por isso, já que os termômetros do centro do Rio chegaram a marcar 46ºC. Então, nesta mesma noite, eu dormir enrolada no edredon e com o ventilador desligado. Acordei com o pé congelado. Hoje (sexta-feira), já é o segundo dia de 'frio' e chuva e eu to sentindo baita falta do sol quente. Vai entender...

Mas há algo de bom para subtrair desde frio: fim de semana enrolada na coberta com o namorado, NO SOFÁ, vendo filmes até terminar o Fantástico, no domingo.




quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Pastor 'pipa'

Assim que eu e o Vini começamos a namorar, eu decidi leva-lo a minha antiga igreja, onde eu ainda era membro (na época). Eu estava ansiosa e com aquela sensação de "é hoje que todos irão conhecer o meu namorado, o que será que vão achar dele". Então, meu amor, muito simpático, conversou com alguns amigos que eu apresentei, e como esperado, foi abordado pelo pastor no final do culto. 

Pastor: "Oi rapaz. Muito prazer...você é alto, hein!!"Namorado: "É, só um pouquinho..."
Pastor: "Quando eu tinha a sua idade eu era mais alto que você e bem mais magro!!"
Namorado: "Pooow, então você era igual a uma pipa!!"
Pastor todo sem graça: "he-he-he"

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Irmão nada sucinto

Telemarketing: "-Alô, eu gostaria de falar com a Dona Vanda?!"
Irmão com muito sono: "-Ela não tá, recado?"
Telemarketing: "-Sim, pode anotar um número e pedir pra ela retornar, por favor??"
Irmão com muito sono: "-Fala aew!" (ainda deitado no sofá de olhos fechados e sem a mínima intenção de anotar o recado)

Telemarketing: "-É '9876-5432', você pode repetir por favor??"
"TU-TU-TU"

Pobre e praia não combinam!


 estávamos eu, Vini e minha 'píma' Bela, curtindo uma praiana em Jaconé, em pleno carnaval. O dia estava realmente lindo, melhor não poderia estar...então, nós avistamos as "Nems". É, são elas, pobres - não digo pobres no sentido de não ter dinheiro, mas no sentido de fazer isso - farofeiras e apresentadas. As Nems são pessoas do tipo, me chama do que quiser, menos de "Nem".

Então, lá estavam elas, ficando 'loiras' em plena praia de Jaconé, uma coisa horrível! Detalhe, elas levaram dois dias inteiros pra descolorir os pelos - eram, no mínimo, feitos com fio de nylon. O mais interessante é que elas acham isso bonito, correm na areia, fazem pose e tiram fotos. As Nems adoram ser fotografadas, e creio eu, com a coragem que elas têm, todas desta espécie merecem respeito. O ideal para estas criaturas seria uma dose muito forte e grande de "Se Liga, mew...que que cê tá falando?!?!". Mas por fim, elas servem ao menos pra uma coisa: nos tirar umas boas gargalhadas.

Na linguagem 'nemlês': "beijundas e abracetas"!!


sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

A Cabana

Bem, eu comecei a ler este livro um pouco antes do carnaval. Foi o primeiro presente que eu dei para a minha mãe depois que eu comecei no trabalho novo. (Ééé, agora eu posso dar presentes!). Mesmo com a pausa do feriado, onde eu só quis mesmo saber de praia, eu estou devorando o livro. Ele é muito bom. 

Em resumo, creio eu que a proposta principal do autor é provar e exemplificar o funcionamento da trindade (Deus Pai, filho e Espírito Santo). Acredito que qualquer pessoa possa ler o livro e compreender perfeitamente, mas somente quem um dia já teve uma experiência sobrenatural com Deus pode se arrepiar e não conseguir fazer outra coisa a não ser terminar de ler o livro. Em algumas partes, eu fiquei de boca aberta (bem, ainda não terminei de ler), mas, acho que tudo, de alguma forma, faz sentido. Muitos estereótipos são quebrados com esta leitura.


Só pra não deixa meus queridos leitores 'boiando', o livro fala da história de um homem, que num acampamento com a família, perdeu sua filha caçula, brutalmente assassinada por um maníaco tarado em uma cabana. Ao encontrar uma pista deixada pelo assassino, uma joaninha com cinco pintas (um tipo de marca que o maluco deixava, onde cada pinta significava uma vítima, uma criança do sexo feminino morta por ele) e o vestido da menina sujo de sangue, o homem, chamado Mack, passa por um período de Grande Tristeza.
Sua vida começa a mudar a partir do momento em que ele recebe um bilhete assinado por 'Papai' marcando um encontro na cabana onde habitam as suas lembranças mais dolorosas. O curioso é que 'Papai' era a forma como sua esposa Nan se referia a Deus. Logo, Mack tem decide ter um encontro com Deus na Cabana, e a partir dele, começa a entender o motivo pelo qual Deus permite que tantas coisas consideradas 'ruins' aconteçam conosco.



Vale a pena ler!!

Dia 'conflitante'


Alguém aí conhece o dia conflitante?! Então, sabe quando você acorda com um alívio imenso, e ao mesmo tempo, a dúvida te corroe? Sabe quando você quer contar uma novidade pra todo mundo, e ao mesmo tempo, desejar manter segredo? 'Alors', bem vindo ao meu dia conflitante. 

Hoje, estou com o meu trabalho todo adiantado, apesar do feriado de carnaval, ontem eu trabalhei muito e consegui atualizar muita coisa que já estava criando teia. Penso que as férias da minha mãe e as do meu namorado estão terminando, e não temos mais dinheiro nem com o que gastar. Logo, estou impotente pra realizar programas diferentes. Sei lá, talvez eu faça um piquenique, mas acho que está muito quente pra isso.

Bem, como este é um post nada impessoal, eu prefiro omitir o motivo do meu alívio e das minhas dúvidas. O que eu posso garantir é que, um novo tempo começa pra mim agora...nada relacionado à profissão, ou ao meu amor (este eu prefiro manter do mesmo jeito...sempre!). E muito pelo contrário, estou muito bem resolvida nestas questões. Mas com certeza, como antes e sempre, mais uma mudança chegou, e que seja bem-vinda!!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Pós-carnaval - de volta!

Estou de volta e como o previsto, trabalhando. Depois de maravilhosos 5 dias de folga, as rotina volta ao normal. Então, resumo do carnaval:

Dias de sol na praia: 4
Guloseimas devoradas: 3
Pessoas na mesma casa: 14
Beijos no namorado: *sem número exato
Barracos em família: 1
Vontade de voltar: 0


Passei estes dias em Jaconé, localidade próxima a Maricá e Ponta Negra, que pode ser definida como uma roça com praia. Não fiz nada além de ficar o dia todo na água, ver filmes, a noite dar um passeio no na-da chamado 'centro da cidade'! Até pensei em escrever alguns bordões marcantes do carnaval, mas é óbvio, vocês não irão entender. "Alors, c'est seulement ça" (Então, é só isso!- francês). 

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Viagem de carnaval

Amados leitores,
Estou saindo hoje (agora) para passar o carnaval em Jaconé. Por isso, não devo postar nos próximos dias.
Não devo porque terei um netbook disponível, mas não sei se quero pensar em internet quando estou a 100 metros da praia. Então, eu desejo muitos beijos na boca para todos, muita diversão, juízo e paz. 



Beijos a todos!

Nova promoção do Novex Hair Power vai mudar a sua vida



Aew galera, essa é pra todas que sonharam ter um dia de "Transformação", ou que perdiam horas vendo o Planeta Xuxa só pra observar o quanto as 'mocréias' mudavam antes e depois. Pois bem, chegou a nossa vez...Participem!!
 
"Não importa a idade, o fato é que toda mulher quer sempre estar bonita e essa preocupação com a beleza abrange todo o corpo, passando por cabelos, unhas, pele e vestuário. Muito mais do que uma questão de vaidade, o desejo de se sentir bem diante do espelho é também fator fundamental para a qualidade de vida do universo feminino.


Pensando nisso, o Novex Hair Power está com uma nova promoção imperdível, que vai ajudar a transformar a vida de muitas mulheres. A promoção acontece na Comunidade Oficial Novex Hair Power, no Orkut. Quem participar vai concorrer a três transformações de beleza completas e o vencedor ainda vai poder desfrutar de três meses de academia com personal trainer, tudo totalmente grátis." Para participar basta cumprir algumas etapas:

1ª - Adicionar o Perfil Oficial Novex Hair Power como amigo;
2ª - Copiar a imagem da promoção que está no álbum de fotos;
3ª - Salvar a imagem em seu álbum; marcar o maior número de amigos que conseguir nela;
4ª - Ir à Comunidade Oficial do Novex Hair Power,  postar nome completo, cidade e o estado onde reside e o link para a foto em seu álbum.

Depois de cumprir todas as etapas, o participante estará efetivamente concorrendo.
É uma ótima chance para ficar mais bonita!

Veja abaixo o link da Comunidade Oficial e saiba mais sobre as regras da promoção no hotsite do Novex Hair Power:


quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Danado inconveniente



Quem já assistiu a peça "É nós na fita" provavelmente já ouviu o título deste post, porém, não me refiro ao 'prego entalado até o talo' mencionado no espetáculo, mas a um sujeito que trabalha em um estabelecimento comercial localizado no caminho do ponto de ônibus. Este cidadão chega cedo todos os dias, é eleito o funcionário do mês e com certeza daria um ótimo jornalista do bairro.

Para o meu azar, todos os dias ele me para pra conversar baboseiras, contar 'babados' de gente velha que morreu (já vai tarde, Matusalém!) e desabafar seus desenrolos sentimentais. Eu já ouvi do divórcio, da reconciliação, do outro divórcio, do novo namoro, do término, etc...



E eu sou um tipo de pessoa que não consigo demonstrar que a pessoa está sendo inconveniente me fazendo chegar (mais) atrasada ao trabalho pra ouvir coisas inúteis. Eu queria ter coragem de falar na cara o "Não, cacete", ou simplesmente um "se manca, tu é um saco, rapaz...não to afim de ouvir essas porcarias".

Mas não, simplesmente, eu passo em frente ao estabelecimento de cabeça baixa, olhando pro relógio, juro que até fingi falar no celular...e quando escuto um "Hey, psiuu...", finjo correr pra pegar o ônibus. É um papel ridículo, eu sei, mas como não vou dar um chá de "semancol" pro sujeito, é melhor eu me conformar a 'fugir' dos papos (intermináveis) da criatura.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Mundo injusto para as gordinhas!



Aqui estava eu, quieta na minha, só eu e o meu pc, num caso de amor...Então chega a minha mãe:
-"Carol, pesquisa pra mim aí, o que fazer pra ganhar massa?"

(Tá de sacanagem!! Eu me mato pra conseguir perder peso, e tem gente querendo ganhar).
Então, ela completou:

-"Sabe o que é, seu irmão tá precisando ganhar peso, ele vai malhar e eu quero saber o que faço pra ele comer?!"


Por alguns segundos eu vi imagens de tortas e massas ma-ra-vi-lhosas. Tortura total! 
Que mundo injusto 'mew'! Meu irmão, filho da mesma mãe e do mesmo pai, come feito uma vaca (ele devora 3 hamburgers de uma só vez, fora o pacote de Trakinas que ele come diariamente) e não engorda 1g! Se eu tomar uma casquinha do Mc Donald's por dia, em um mês eu não passo na minha porta. Não ando mais, vou ser escoltada, e ainda por cima, vão me empurrar enquanto eu rolo no chão.


Isso me lembra algo...preciso começar uma dieta!

Namorados x carnaval

Ai ai, vou falar pra vocês, eu já perdi vários namorados por culpa do carnaval! É claro, eles priorizaram a folia, e depois, vieram como cachorrinhos atrás de mim. Pensamento machista do inferno..."eu tiro o atraso, depois sossego com a menina da igreja..." Pro inferno! Isso mesmo, vão-todos-pro-inferno!!! Bando de hipócritas! Antes do carnaval, nunca era nada sério, depois sempre vinham os namoros (não é à toa que eu sempre começava a namorar em março...abril...). Pura ingenuidade!


Então, vou contar pra vocês, foi neste teste que o Vinicius foi aprovado. Nos conhecemos (pessoalmente) em outubro, no começo de dezembro começou o namoro sério, o "namorinho de portão" como ele diz. E conforme o carnaval se aproximava, a minha neurose (justificada) aumentava, o meu receio me deixava mal e eu enchia o saco do pobre coitado, todo fim de semana perguntando a mesma coisa:
- "Vini, você vai mesmo passar o carnaval comigo, né?".
-"Vou, Carol, já disse que vou..."
-"Então tá bom!"

E num é que o danado passou mesmo...e não só este carnaval como os outros, e as Páscoas, Feriados, Aniversários e tudo mais. E apesar de uma distância de 40 km nos separar, eu nunca poderei dizer que o meu namorado foi, algum dia, ausente da minha vida. 


E espero que continue assim, senão, vai levar uns cascudos, viu?!?!

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Livro ao contrário


Tem gente que acha que já viu tudo nessa vida...eu nunca me atreverei a pensar deste modo! Uma grande amiga tem uma mania hiper, mega esquisita, que eu jamais me a julgarei. Ela começa a ler um livro pelo último capítulo pra saber o final e se a história é boa.

Então, eu me peguei imaginando, se tudo na vida fosse assim, assistimos o último capítulo de uma novela antes do início, se soubéssemos como seria o último dia de um namoro antes do primeiro. Como seria, quem sabe, a sua própria morte. Sinceramente, isso não faz sentido! Eu acredito que nenhuma mania ou esquisitice deva ser ignorada, mas francamente, esta é uma das piores. (intelectualmente falando). Amiga, vai se tratar! 



Concurso do beijo


Certa vez eu fui a um aniversário de um amiguinho da escola. Eu tinha 14 anos e há dois meses havia terminado com o meu primeiro namorado. Sabem como é, né...aquela paixão desesperadora e tal. Só que, eu já estava namorando outro menino há quase um mês, que era amigo dele e depois, deixou de ser. (confusão básica!). E ele também já estava namorando outra garota.

Neste aniversário, não sei se foi pelo namoro recém-terminado ou pela birra natural de 'o meu é melhor que o seu', mas, fizemos um concurso do beijo, onde apenas nós quatro (eu, o meu atual [da época], meu ex e a atual dele) ficamos por algumas horas beijando sem parar. [Casais separados, não pensem besteira!!] 

O concurso começou involuntariamente, quando a galera percebeu o que estava acontecendo, juntou uma rodinha, cronômetros a postos e lá estávamos nós, disputando quem ficava mais tempo beijando o outro. Sinceramente, eu não me lembro quem ganhou, nem quanto tempo ficamos no total. (sei que foram mais de duas horas...sem parar). Mas que foi uma situação inusitada, foi. E hoje quando eu lembro, me pego às gargalhadas...


Resultado: língua formigando e uma semana sendo o assunto principal da escola.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Perfume francês 'Le gambet'



Nada melhor para começar o dia do que um banho bem gostoso e gelado, ainda mais neste calorão. Pois é, hoje eu acordei assim, animada, por ser sexta-feira, o fim de semana estar começando e o principal, por não estar chovendo. 


Então, eu decidi me arrumar um pouco melhor do que os dias normais. Peguei o ônibus no mesmo horário de sempre, com sol e muitas, mas muitas pessoas. Até aí, eu nem ligo mais...já me acostumei. Porém, hoje teve uma excessão.


Estava eu, sentadinha, quando uma senhora (não muito velha), encostou no meu banco. Podem me chamar de ruim, mas eu fingi que estava dormindo pra não dar o lugar. E quem nunca fez isso na vida, que atire a primeira pedra! Mas como nada fica impune, Deus me castigou...


A senhora sentou um pouco mais a frente, e no lugar dela ficou um homem, bem peão, do estilo operário. Levantou o braço para se segurar no ferro e...foi o golpe de misericórdia. Creedoo, parecia que tinha um bicho morto em baixo do braço dele. E logo hoje que até me inspirei e usei o perfume francês (Eau de toilette) que Christie me deu de presente. Tortura demais...

Quando desci do ônibus, ainda fiquei me cheirando pra ver se os aromas não tinham se mosturado. O meu 'Be Givenchy' com o "Le Gambet" (o gambá) dele. 



Lição aprendida: Nunca mais fingir que estou dormindo pra não dar lugar para os velhinhos. 





quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Não, cacete!!


Este post já foi narrado por várias vezes pra diversas pessoas, e eu não acredito que ainda não compartilhei ele com vocês. Lá vai...certa vez eu e duas amigas (Rafaella e Bruna), íamos para algum lugar que não me recordo. Nos encontramos no terminal e a Bruna teve uma súbita vontade de comer batatas fritas do Mc Donald's. Fomos pra fila e estávamos conversando, certamente falando mal de alguém, quando chegou uma daquelas criancinhas que rodeiam o Bay Market pedindo pra você comprar bala. 
O papo estava ótimo, e então, começou...
Criança suja: "-Moça, compra pra me ajudar?"
Bruna: "Não tenho dinheiro trocado"

A capetinha ficou nos cercando. Era eu quem contava a fofoca, quando mais uma vez...

Criança suja: "-Moça, você pode comprar agora?"
Bruna: "-Não dá, eu ainda vou trocar o dinheiro".

A criança foi, voltou, rodou. Bruna comprou as batatas e começou a come-las. Então...a criatuta voltou.

Criança suja: "-Moça, compra umazinha só, só pra me ajudar?"
Bruna: "-Não vou querer não..."

Papo vai, papo vem...e a peste decide insistir:
Criança suja: "Ah, por favor moça, eu só..."
EU (Carol): "NÃO CACEETEEE!! ELA NÃO-VAI-COM-PRAR!!"

Criança suja: "Ah nanana (algo que eu não entendi) cacete, o c#&*$#@* no seu cacete" . E saiu.

Comentários das amigas:
"Ah Carol, que maldade..."
"Você é louca, vai que ela chama a gangue e sai aquela cabeçada de trás do terminal..."
"Ela estava enchendo o saco mesmo"

Tempo para a crise de riso e com certeza, o "Não, cacete!" foi o assunto do dia. Fato!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Selinho

Selo 'Bu-ni-to', como diz meu namorado.


Quem me mandou o selinho foi a Luma, diretamente da Lumalândia, o blog que diz tudo 'o que Luma pensa'. Como sou atraída por qualquer tipo de interação mediada ou não por computador, decidi entrar no joguinho. As regras consistem no seguinte:


* Quem eu indicar pra ter selinho coloca posta ele no seu blog, que nem eu tô fazendo. Ah, e indica pra mais cinco pessoas. 
Bem as pessoas que eu indico, são:



1.  Minha amiga mais linda de todas, Christie, em seu blog A vaguidão Específica, com postagens internacionais.

2. Pedro Kaled, meu amigo e irmão em Cristo, que muito me edifica com o seu blog.

3. Aline Carvalho, pessoa mais doida que eu já conheci na minha vida, em Devaneios da madrugada.

4. Minha amiga Luana Soares, que me mata de rir em seu blog papo furado.

5. Tiago Viana, em Para a Glória de Deus, com textos lindos e mensagens profundas.



Agora, eu tenho que comentar lá no Blog de quem eu indiquei avisando sobre o selinho..


* Bem, a segunda parte da regra é responder:
VOCÊ CONSIDERA SEU BLOG UMA FLOR?


Não mesmo, muito pelo contrário...ele tá mais pra um espinho, se você ler muito, pode se furar e sangrar, e se lamentar. Mas se não ler também, pode ficar olhando feito um paspalho autista. Nossa, é muita lorota junta. Não, eu não acho o meu blog uma flor. E ponto!

Visitantes do blog

Até que enfim, hoje eu descobri como colocar o marcador de visitantes! Depois de mais de um ano postando, e da reforma no template (há pouco mais de um mês)...agora eu verei as estatísticas. Bem, a todos, bem vindos às minhas memórias e bobagens cotidianas descritas detalhadamente neste mini-universo de 'interação' (autista, devo dizer). Espero que todos gostem....

Desprezo ao Carnaval

É galera, estive ausente por alguns dias, mas já estou de volta. Bem, este post é específico para mostrar todo o meu desprezo pela festa de carnaval. É claro, tem seus prós e contras, porém, desde muito pequena eu mantinha uma certa indiferença desta festa. Não quero dar uma de besta, os meus leitores já me conhecem. Mas...o carnaval pra mim é sinônimo de cerveja, gente suada e fedida, peregrinações no meio da rua lotada e música muito alta (coisas que eu detesto).

Quando eu era menor, bem, eu gostava...uma semana a mais de férias, normalmente eu conseguia aproveitar e brincar um pouco, dependendo do lugar aonde eu estivesse. Na maioria das vezes, nós viajávamos. Então, fui crescendo e aprendendo a não gostar de verdade desta festa suja e chata. *Vejam bem, estou falando da festa em si, não do feriado (impossível não gostarem deste)!

Carnaval significa festa da carne. E ela se realiza desta forma em todos os sentidos. Logo, nada eu tenho para comemorar, a cada ano eu engordo mais um pouco e devido às idas na praia, meu cabelo fica uma palha. O que na minha 'carne' eu vou festejar? É claro, na adolescência esta é a época de 'pegar' muita gente e fazer o que não faz o ano inteiro.

Eu tive uma amiga, na adolescência, que todo ano, no mês de outubro, ela parava de comer e começava a malhar só pra ficar em forma no carnaval. Em média, ela perdia de 4 a 6 kg nesta época, ficava linda mesmo!! E então, na Páscoa, tudo voltava...e o ciclo seguia. Pois bem, é complicado julgar os outros, quem me dera conseguir perder esse peso tão facilmente. Porém, a minha vida nunca foi e nem será movida pelo carnaval. Ele pra mim é apenas um feriado como outro qualquer...