sexta-feira, 5 de março de 2010

Filosofezes

Hoje eu acordei muito feliz por ser sexta-feira, por ter a certeza de que não vou trabalhar amanhã e que verei o meu namorado hoje e mais ainda, porque fez sol pela manhã. Não que eu não goste da chuva, mas tudo demais enjoa. E depois de trabalhar tantos fins de semana com sol...enquanto todos iam para a praia, lá estava eu indo ganhar o meu pão de cada dia (o salário só dava pra comprar um pão diário mesmo).

Então, ultimamente eu estou extremamente filosófica. Demais mesmo. Mania de analisar as pessoas e seus pontos de vistas, e relaciona-los com suas vidas, conquistas e atitudes. E sabem, eu tenho uma amiga perfeita que é assim o tempo todo, a Christie. Conversar com ela é, com certeza, um enriquecimento intelectual intenso. Nós falamos sobre tudo e todos (os conhecidos em comum). Essa menina é a pessoa mais divertida do mundo inteiro. 

Ontem nós conversamos muito sobre o fim do mundo. Apesar da grande maioria das pessoas não acreditar nisso, ou pior, depois de assistir o filme 2012, deixaram de dormir, o fim do mundo dá provas de que está cada dia mais próximo. Mas eu não vou me estender no assunto porque falar sobre isso é coisa de maluco.  Mas vale ressaltar este diálogo:
Então, minha 'chéri' que mora na Bélgica e conhece os lugares mais lindos do mundo e a Europa toda, disse:
 -"Carol, eu não posso morrer agora, ainda tenho muita coisa pra ver!!!" (Hein?! eu não vou morrer nunca, então).
Respondi: -"Chris, o que você já viu tem gente que sonha em ver e que nunca vai ver na vida toda. Ainda mais se o mundo acabar!"
Amiga: -"Cê tá dizendo que eu posso morrer agora?!?!?!?!"

Então tá, né...Carpe diem!!!

2 comentários:

Rafael Peres disse...

Falar do fim do mundo é sutilmente complicado, as vezes a impressão que tenho é que vive-lo-ei e as vezes que meus netos irão presencia-lo. Nunca saberei ao certo.

Anônimo disse...

Se um dia o mundo acabar, a gente tira umas fotos hehehehe! :P